Sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Seminário Assédio Moral nas Relações de Trabalho

Promoção : Unafisco – Delegacia Sindical de Salvador, Safiteba, Sindifisp, IAF
Local : Auditório do Ministério da Fazenda (Receita Federal) – Comércio
Inscrições : Unafisco Salvador (Lívia ou Dionei – 71 3242-8619 ou email : unafiscoba@uol.com.br)

Programação

08:30 Café da manhã e Cadastramento

09:00 Mesa de Abertura

  • Marialva de Castro Calabrich Schlucking
    Presidente da Ds/Salvador
  • Luiz Cláudio Martins
    Presidente do Sindifisp/Bahia
  • Wellington Maciel Paulo
    Presidente do Safiteba/Bahia
  • Renata Rossetto Tonassi
    Diretora Adjunta de Defesa Profissional do Unafisco
  • Sérgio Furquim de Almeida
    Diretor do Iaf
09:30 1º Painel – PENSANDO O ASSÉDIO MORAL
  • Palestra : O Assédio Moral Organizacional
    André Luiz Souza Aguiar
    Auditor Fiscal do Estado da Bahia, Mestre em Administração
  • Palestra : Assédio Moral nas Relações de Trabalho
    Dra. Margarida Barreto
    Médica, mestra e doutora em Psicologia Social pela PUC/SP
  • Palestra : A ajuda médica
    Dr. José Carlos Mesquita
    Médico psiquiatra, terapeuta comportamental e membro da junta médica do Ministério da Fazenda da Bahia
11:30 Debates

12:00 Almoço

14:00 Exibição do filme “Assédio Moral : um risco invisível”

14:30 2º Painel – REAGINDO AO ASSÉDIO MORAL

  • Palestra : O Poder Judiciário em defesa da dignidade do trabalhador
    Dr. Claudio Brandão
    Desembargador do TRT/5ª Região, Mestre em Direito pela UFBA e membro da Associacion Iberoamericana de Derecho del Trabajo e do Instituto Baiano do Trabalho
  • Palestra : O Ministério Público e o combate ao Assédio Moral
    Dr. Manoel Jorge e Silva Neto
    Procurador do Ministério Público do Trabalho, Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP e Professor-Adjunto de Direito Constitucional da Ufba
  • Palestra : Meios judiciais de defesa contra o Assédio Moral
    Dra. Liliane Marins
    Advogada do Unafisco Sindical
16:30 Debates

17:00 Encerramento e Coquetel




O uso deste material é livre, contanto que seja respeitado o texto original e citada a fonte: www.assediomoral.org