Sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Notícias

Unibanco é condenado por assédio moral e sexual

por Gisele Coutinho



fonte: Espaço Vital

São Paulo - O Unibanco foi condenado pela Justiça a pagar uma indenização de R$ 50 mil a uma funcionária por assédio moral e sexual. O gerente de uma agência em Porto Alegre tinha uma conduta abusiva e chamava de incompetentes os trabalhadores que não alcançavam metas.

Esse gerente também fixou cartazes, visíveis aos trabalhadores e também aos clientes, com fotos de cada bancário classificando a produtividade dos empregados. Os que não atingiam metas eram classificados com a cor vermelha e apelidados de tartarugas. As atitudes da gerência do Unibanco foram classificadas pela Justiça como violação ao princípio constitucional de respeito à dignidade humana.

Além disso tudo, as funcionárias eram obrigadas a tolerar os comentários pejorativos dos gerentes, o que foi caracterizado como assédio sexual.

Gisele Coutinho com informações do site Espaço Vital - 08/04/2008

O uso deste material é livre, contanto que seja respeitado o texto original e citada a fonte: www.assediomoral.org